Sunday, 8 July 2007

Ramos-Horta escolheu a Universidade do Minho para doutoramento


O Presidente da República de Timor-Leste, José Ramos-Horta, escolheu a Universidade do Minho para realizar o seu Doutoramento em Ciência Política e Relações Internacionais, incidindo sobre o tema da reforma das Nações Unidas, anunciou hoje a instituição.


Segundo a Reitoria, o orientador da investigação será o Professor Luís Filipe Lobo-Fernandes, titular da Cátedra Jean Monnet, atribuída pela União Europeia em 2004, Pró-Reitor da Universidade e Director do Departamento de Relações Internacionais e Administração Pública da Escola de Economia e Gestão.

O trabalho de doutoramento será também co-orientado pelo Professor Pedro Bacelar de Vasconcelos, docente da Escola de Direito da Universidade.

A Reitoria sublinha que "a escolha do Presidente da República de Timor Leste, Prémio Nobel da Paz em 1996, é uma enorme honra para a Universidade do Minho e constitui um importante reconhecimento do trabalho desenvolvido, no domínio científico das Relações Internacionais, ao longo dos últimos 32 anos".

1 comment:

Kim said...

com todo o respeito pelo ramos-horta, ele devia era estar a governar o país e não a estudar. estuda depois.