Tuesday, 31 July 2007

Parlamento elege dois vice-presidentes membros da AMP


Um dia depois da escolha do presidente, Fernando 'La Sama' de Araújo, o parlamento timorense elegeu hoje os vice-presidentes, ambos da Aliança para Maioria Parlamentar (AMP)


Os deputados Vicente da Silva Guterres, do Congresso Nacional de Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), e Maria da Paixão de Jesus da Costa, da coligação Associação Social Democrática Timorense e Partido Social Democrata (ASDT/PSD), foram eleitos para as duas vice-presidências do parlamento.

Maria Terezinha da Silva Viegas, do CNRT, foi escolhida para secretária da mesa da assembleia.

Como vice-secretárias foram eleitas Maria da Costa Exposto (ASDT/PSD) e Teresa Maria de Carvalho, do Partido Democrático (PD), o terceiro partido da AMP.

A escolha dos vice-presidentes acontece também na véspera da data em que o Presidente da República, José Ramos-Horta, prometeu anunciar quem vai convidar para formar o IV Governo Constitucional de Timor-Leste.

A Fretilin, que venceu as eleições de 30 de Junho sem maioria absoluta, e a Aliança para Maioria Parlamentar (AMP), que agrupa o CNRT, a ASDT/PSD e o PD, conseguindo assim a maioria dos deputados, disputam o direito de serem chamadas a formar governo, cujo mandato é de cinco anos.

Lusa/SOL

9 comments:

Anonymous said...

As primeiras acções da Aliança dos Malucos Populistas (AMP) fazem justiça ao nome pelo que revelam de insensatez e sectarismo.

Primeiro arrogam-se a eleger um “candidato” a PM - sem que de tal tenham sido incumbidos pelo PR -, como forma manhosa e grosseira de o condicionar. Depois, não satisfeitos, propagam ainda a ameaça de usar o Parlamento para eleger o PM, forma arrogante e malcriada de usurparem poderes exclusivos do PR e ameaça velada de o destituírem.

E agora escolhem entre si toda a liderança do Parlamento Nacional. Nem numa ditadura se faria melhor. É o desvario e a ânsia de poder absoluto de uma meia dúzia de caciques, que tudo e todos atropelam na sua cega ambição totalitária e tirana.

Kim said...

Que seja o Mário o Primeiro Ministro. Continue com o blog ;)

Anonymous said...

Que seja alguem sinceramente dedicado ao bem do povo humilde e defensor intransigente dos US$100.000.000.000,00 de petroleo e gas que temos no nosso mar!...
O resto sao politicas da esquerda e da direita!...
Mari Alkatiri foi-o. Pena os que o rodeavam terem sido na sua maioria uns inompetentes que nao serviam o pais, mas a si proprios e o seu ego!...

Anonymous said...

Então a democracia é um da 3ª coligação mais votada ser o PM? Anda tudo doido ou quê?

Anonymous said...

Fica melhor a Aliança dos Mafiosos Populistas.

Anonymous said...

Estardalhaço à vista!
Nunca mais essa gente se acomoda...
Puxa que puxa penico todos pretendem empoleirarem-se no poleiro...
Quem se lixa....quem é?
O mexilhão!

Anonymous said...

O mexilhão seria lixado se deixassem que as tolices de quatro caciques passassem à frente dos votos do povo. Quem ganhou as eleições forma sempre governo, é assim em todo o lado e também em Timor-Leste.

Chamem mas é depressa a Fretilin e encarreguem-na dessa tarefa pois só a ele compete formar o governo e nunca a quem o povo derrotou nas eleições.

A democracia tem regras e exijam o seu cumprimento.

Anonymous said...

Se não era para cumprir com as regras democráticas porque é que se tinham feito eleições? E a regra manda que seja o mais votado a formar governo. E o mais votado foi a Fretilin.

Anonymous said...

As coisas nao sao tao faceis como muita gente julga. Eh importante que se faca o que manda a Constituicao sobre quem deve formar governo. O artigo 106 da Constituicao preve duas alterativas. O que dizem os constitucionalistas sobre estas duas alternativas?!...