Wednesday, 6 June 2007

Timor-Leste: Ex-PR Xanana Gusmão agradece apoio da CPLP durante presidência


Lisboa, 05 Jun (Lusa) - O ex-presidente de Timor-Leste enviou ao secretário-executivo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) uma mensagem de agradecimento pela "amizade" e "apoio" manifestado pela organização lusófona durante a sua presidência (2002/07).

"Ao terminar o meu mandato como Presidente de Timor-Leste (a 20 de Maio último) não poderia deixar de agradecer a consideração e fraterna amizade que me concedeu durante este período e que permitiu reforçar os laços prestigiosos entre os países irmãos", escreveu Xanana Gusmão a Luís Fonseca.

Na mensagem, hoje divulgada pela CPLP, Xanana Gusmão disse guardar "as provas de amizade e solidariedade da comunidade internacional, que sempre acompanhou Timor-Leste nos momentos mais difíceis".

"(A comunidade internacional) deu também o seu apoio incondicional aos nossos primeiros passos de consolidação democrática, especialmente a CPLP que Vossa Excelência representa", acrescentou.

No fim da mensagem, Xanana Gusmão sublinhou estar "convicto" de que o seu sucessor, José Ramos-Horta, empossado também a 20 de Maio último, irá "fomentar os laços fraternos" entre os oito Estados membros da CPLP - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

"Estou convicto de que o meu sucessor irá fomentar estes laços fraternos que unem os Povos irmãos e que irá manter as relações de cooperação bilateral, com vista ao benefício mútuo dos países da CPLP", concluiu.

Xanana Gusmão foi o primeiro presidente de Timor-Leste, tendo o seu mandato expirado a 20 de Maio último, após a tomada de posse de José Ramos-Horta, que venceu as eleições presidenciais timorenses de 09 de Abril e de 09 de Maio passado.

O ex-presidente, ao deixar a presidência de Timor-Leste, tornou-se entretanto líder de uma nova força política timorense, o Conselho Nacional da Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), e assumiu-se já como candidato à chefia do governo, que será escolhido nas eleições legislativas de 30 deste mês.

2 comments:

JT said...

Desejo que assim seja, mas temo que o sucessor se sinta mais inclinado para abraçar a Comonwealth. Há quem diga que prometeu isso ao Lasama para obter o seu apoio na 2ª volta.

Anonymous said...

Antes tarde que nunca, demorou mas lá reconheceu o apoio da CPLP à luta do povo Timorense. Espero que a partir de agora acabe com as piadinhas de mau-gosto (aliás de ingratidão) a Maputo em particular e a Moçambique em geral. Espero ainda que se imponha à mulher e que ponha os filhos numa escola em que aprendam o português. Que isto só de 31 de boca não chega pois o que interessa é mostrar na prática.